top of page
  • Foto do escritorGleize Teresin

Entenda a Angústia da Separação em Bebês

Atualizado: 5 de nov. de 2023

A angústia da separação é um estágio normal do desenvolvimento infantil, geralmente experimentado por bebês entre 8 e 14 meses de idade. Neste artigo, discutiremos o que é a angústia da separação, por que ocorre e compartilharemos algumas atividades e brincadeiras que podem ajudar os pequenos a lidar com essa fase desafiadora.


O que é a angústia da separação?

A angústia da separação é uma resposta emocional comum entre os bebês quando estão distantes de seus cuidadores, principalmente os pais. Durante esse período, os bebês podem ficar agitados, chorar e se agarrar aos pais, demonstrando resistência em se separar deles. Essa fase é uma parte importante do desenvolvimento, pois indica que a criança está construindo laços afetivos e reconhecendo as pessoas significativas em sua vida.


Por que a angústia da separação ocorre?

A angústia da separação está relacionada ao desenvolvimento cognitivo e emocional da criança. Conforme os bebês crescem, eles começam a entender a permanência dos objetos e a se dar conta de que as pessoas também podem "desaparecer". Isso leva à ansiedade e ao medo de que seus cuidadores não retornem.


Atividades e brincadeiras para ajudar os bebês a lidar com a angústia da separação

  1. Jogo do "cadê": Essa brincadeira simples ajuda os bebês a entenderem que os objetos e pessoas podem "desaparecer" e retornar. Esconda seu rosto com as mãos e, em seguida, revele-o dizendo "achou!". Repita várias vezes e observe como seu bebê começa a entender a ideia de permanência dos objetos.

  2. Rotinas consistentes: Estabelecer uma rotina diária pode ajudar a reduzir a ansiedade do bebê. As rotinas previsíveis fornecem um senso de segurança e permitem que a criança saiba o que esperar, tornando as separações mais fáceis de lidar.

  3. Transições suaves: Quando for necessário se separar do seu bebê, certifique-se de que a transição seja tranquila. Despeça-se com calma e confiança, e evite prolongar a despedida, o que pode aumentar a ansiedade do bebê.

  4. Objeto de transição: Um objeto de transição, como um cobertor ou um brinquedo de pelúcia, pode proporcionar conforto ao bebê durante a separação. Esse objeto familiar pode ajudar a criança a se sentir mais segura e conectada aos pais mesmo quando eles não estão presentes.

  5. Socialização gradual: Expor o bebê a novas pessoas e ambientes de maneira gradual pode ajudar a reduzir a ansiedade da separação. Comece apresentando um cuidador confiável e aumente gradualmente o tempo de separação, permitindo que o bebê se adapte ao novo ambiente e às pessoas.

Ao entender a angústia da separação e aplicar atividades e brincadeiras que em a lidar com essa fase, você estará apoiando o desenvolvimento emocional saudável do seu bebê e fortalecendo o vínculo entre vocês.


Encorajando a independência

Incentive a independência do seu bebê, oferecendo oportunidades para que ele explore o ambiente de forma segura e supervisionada. Isso pode incluir a prática de engatinhar ou caminhar com apoio, brincar com brinquedos que estimulem a coordenação motora e a solução de problemas, e incentivar a interação com outras crianças da mesma idade.


Comunicação aberta

Converse com seu bebê sobre as separações e explique que você sempre retornará. Mesmo que ele ainda não entenda completamente as palavras, a comunicação aberta e o tom de voz calmo e confiante podem ajudar a transmitir uma sensação de segurança.


Paciência e compreensão

Lembre-se de que a angústia da separação é uma fase normal do desenvolvimento e que seu bebê eventualmente aprenderá a lidar com as separações com mais facilidade. Tenha paciência e compreensão durante esse período, e lembre-se de que seu apoio é fundamental para ajudar seu bebê a desenvolver confiança e segurança emocional.

Ao aplicar essas dicas e estratégias, você estará ajudando seu bebê a superar a angústia da separação e a construir resiliência emocional. Lembre-se de que cada criança é única e pode levar algum tempo para que ela se ajuste às separações, mas com amor, paciência e apoio, vocês juntos enfrentarão essa fase desafiadora. Não deixe de nos acompanhar nas redes sociais para mais dicas e informações sobre o desenvolvimento infantil e a educação positiva. Siga-nos no Instagram e inscreva-se em nosso canal no YouTube para receber conteúdo atualizado e relevante para ajudá-lo em sua jornada como cuidador!

Comentários

Avaliado com 0 de 5 estrelas.
Ainda sem avaliações

Adicione uma avaliação
bottom of page